Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Perguntas frequentes
Início do conteúdo da página

Perguntas frequentes

Publicado: Segunda, 21 de Outubro de 2013, 17h37 | Última atualização em Segunda, 30 de Janeiro de 2017, 20h14

1) O que é um ISSN?

É um número padrão composto de oito dígitos, incluindo um dígito verificador e precedido pelo prefixo ISSN, atribuído a uma publicação seriada pela Rede ISSN. O ISSN (International Standard Serial Number) é um número de identificação única, internacionalmente reconhecido para publicações seriadas que, uma vez atribuído, torna-se um atributo individual do título pelo tempo que for editado, sob um determinado título.

Exemplo: ISSN 0028-9534

2) Quem atribui o ISSN?

O ISSN é atribuído por centros nacionais e regionais da rede internacional do ISSN. O sistema de coordenação internacional (ISSN International Centre - ICISSN, Paris) assegura que cada ISSN é único para cada publicação. No Brasil, o ISSN é atribuído pelo Centro Brasileiro do ISSN (CBISSN) sob a responsabilidade do Instituto Brasileiro de Ciência e Tecnologia - IBICT, que é membro da rede e representante brasileiro junto ao Centro Internacional.

3) O ISSN é obrigatório?

Não, mas é um parâmetro para o controle de qualidade de revistas científicas e também um critério de indexação em base de dados nacionais e internacionais.

4) Quais as vantagens de se ter um ISSN?

Como o sistema do ISSN é internacional e cada ISSN é único, um ISSN pode identificar uma publicação seriada independentemente de seu idioma ou país de origem fazendo a distinção entre publicações seriadas com o mesmo nome ou títulos semelhantes.

O ISSN é usado onde a informação sobre publicações seriadas necessita ser registrada e comunicada com precisão (ordens de compra, pesquisas em base de dados, etc.).

O ISSN proporciona um método eficiente e econômico de comunicação entre editores, fornecedores e compradores de publicações seriadas. Proporciona, também, um ponto de acesso útil aos catálogos de editores, diretórios comerciais, inventários automatizados, bibliografias, etc.

O ISSN é amplamente usado em bases de dados automatizadas na organização, recuperação e transmissão de dados sobre publicações seriadas.

O ISSN é amplamente usado por bibliotecas para identificar, ordenar e processar títulos de publicações seriadas.

Publicações que têm ISSN fazem parte dos registros de publicações seriadas mantido pelo Centro Internacional do ISSN, em Paris.

5) O que é uma publicação seriada?

Publicação seriada é uma publicação editada em partes sucessivas que pretende ser continuada indefinidamente, podendo ser publicada em qualquer suporte (físico e/ou eletrônico).

Segundo a ABNT NBR 10525:2005,3.5 publicação seriada: Publicação, em qualquer suporte, editada em partes sucessivas, com conteúdo corrente, designação numérica e/ou cronológica e destinada a ser continuada indefinidamente.”

6) Quais são os tipos de publicações seriadas?

Publicações seriadas incluem periódicos, magazines, jornais, anuários,  memórias, anais de congressos, publicações de sociedades, séries monográficas e suplementos independentes.

7) O que são suplementos independentes?

São considerados suplementos independentes, quando há título e identificação próprios (número de volume e fascículo, data).

8) O que é uma série monográfica?

São consideradas monografias seriadas, conjunto de obras ou documentos independentes que, além de possuírem seus próprios títulos, relacionam-se entre si mediante um título comum. Neste caso, o título da série recebe um ISSN e o título do item recebe um ISBN.

9) Quando um novo ISSN é atribuído?

Um novo ISSN deverá ser atribuído cada vez que o título de uma publicação seriada for mudado ou quando ocorrer mudança no suporte (físico e/ou eletrônico).

Atenção: O ISSN nunca deve ser reutilizado em novos títulos ou em títulos que tiveram alteração.

10) O número do ISSN pode ser obtido antes da publicação do primeiro fascículo de um novo título?

Sim, o ISSN pode ser atribuído ainda no prelo para uma publicação impressa.

No caso de uma publicação eletrônica online, será atribuído o ISSN após a disponibilização do primeiro número completo.

No caso de publicações eletrônicas em CD-Rom e Pen-drive, o ISSN será atribuído  somente após a apresentação dos documentos necessários .

11) O ISSN pode ser atribuído para sites?

Sim, desde que atendam os critérios abaixo:

  1. Ter conteúdo editorial
  2. Mencionar a responsabilidade editorial (nome do editor)
  3. Ter um título uniforme (isto é, um título que se mantenha consistente quando a publicação for atualizada)
  4. Ter uma URL válida
  5. Cobrir um assunto específico ou abordar um público-alvo específico.

12) Qual a diferença entre ISSN e ISBN?

O ISSN é atribuído somente às publicações seriadas.

O ISBN é atribuído a livros ou outras publicações monográficas.

13) O que é o ISBN?

O ISBN - International Standard Book Number - é um sistema internacional padronizado que identifica numericamente os livros segundo o título, o autor, o país, a editora, individualizando-os inclusive por edição. Utilizado também para identificar software, seu sistema numérico é convertido em código de barras, o que elimina barreiras linguísticas e facilita a sua circulação e comercialização.

O sistema ISBN é controlado pela Agência Internacional do ISBN, que orienta, coordena e delega poderes às Agências Nacionais designadas em cada país. A Agência Brasileira, com a função de atribuir o número de identificação aos livros editados no país, é, desde 1978, a Fundação Biblioteca Nacional, a representante oficial no Brasil.

Exemplo: ISBN 85-900114-1-0

14) Qual o endereço da Agência do ISBN no Brasil?

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL

AGÊNCIA BRASILEIRA DO ISBN

Rua Debret, 23 sala 803 Centro

Rio de Janeiro - RJ - CEP 20030-080

Tel.: (21) 2220-1707 / 2220-1683 / 2220-1981

Fax: (21) 2220-1702

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

URL:  http://www.isbn.bn.br

15) Qual a relação entre ISSN e Código de Barras?

Quando o sistema de código de barras foi estabelecido para as publicações seriadas, foi entendido que como o ISSN era um número identificador único para título poderia ser usado como parte do código de barra para identificar a Publicação Seriada. O ISSN, portanto, pode ser utilizado como identificador do titulo do código de barra.

16) Como é construído o código de barras para as publicações seriadas?

Código de barras é uma representação gráfica de dados numéricos ou alfanuméricos. A decodificação dos dados é realizada por um tipo de scanner - o leitor de código de barras -, que emite um raio vermelho que percorre todas as barras. EAN-13 é um código de barras no padrão EAN definido pela GS1, adaptado em mais de cem organizações membros GS1, para a identificação dos itens, principalmente nos pontos de venda a varejo. No EAN-13 o símbolo codifica treze números que estão divididos em quatro partes; dos treze dígitos, doze são dos dados referentes ao produto e um é o dígito verificador (Codificação EAN-13, 2007).

O código de barra para publicações seriadas é representado em formato EAN com dois dígitos acrescentados.

Lembramos que o Centro Brasileiro do ISSN está relacionado à identificação de títulos de publicações seriadas. Ele atribui o ISSN, e não o código de barras.

OBS.: Se os editores tem dúvidas quanto ao ISSN, devem entrar em contato com o Centro Brasileiro do ISSN, no IBICT. No entanto, se têm dúvidas quanto ao código de Barras, devem entrar em contato com O GS1 Brasil (anteriormente, EAN BRASIL).

17) É necessário um novo ISSN para cada edição de uma publicação?

Não. O ISSN é atribuído ao título da publicação e não as suas edições.

18) Onde o ISSN deve aparecer ? 

Orientamos que o código  ISSN deve  ser apresentado  em cada fascículo da  publicação  seriada,  em posição destacada,  no canto superior direito da capa.

19) O título está protegido por copyright uma vez que lhe foi atribuído um ISSN?

Não há nenhuma ligação entre copyright e ISSN. Portanto, não há copyright ou proteção do título com a atribuição do ISSN.

20) Necessito de um novo ISSN para edição (fascículo) especial, comemorativo, nova série, etc?

Não. O ISSN deverá ser o mesmo da publicação principal.

21) Tenho que enviar para o Centro Brasileiro do ISSN um exemplar de cada edição publicada?

Não.

22) O que acontece se mudar o título da minha publicação?

Terá que solicitar um novo ISSN para a publicação.

23) Pode uma publicação ter ambos, um ISSN e um ISBN?

Sim. Esta situação ocorre com as monografias seriadas.

24) Uma vez que minha publicação possui o ISSN, como obter o código de barras?

Utilize o número do ISSN para construir o código de barras que pode ser calculado através dos softwares Corel Draw ou SGN.

O SGN está disponível no endereço do GS1 Brasil: www.gs1brasil.org.br > serviços on-line > SGN/ TPNQ

25) O que é a GS1 Brasil?

A GS1 Brasil (Associação Brasileira de Automação) é, no Brasil, a entidade oficial responsável pelo licenciamento da numeração do código de barras.

26) Qual o endereço da GS1 Brasil?

Rua Dr. Renato Paes de Barros, 1017 – 14º andar

04530-001 São Paulo , SP

Central de atendimento - SP: +55 (11) 3068-6229

Demais localidades: 0800-110789

Site: http://www.gs1br.org

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

27) Existe alguma maneira de consultar um ISSN no site do IBICT ou em outro site na Internet?

A base de dados do ISSN não está disponível gratuitamente para o público externo. O acesso ao Portal ISSN é feito mediante assinatura no Centro Internacional (França): http://www.issn.org/services/subscribe-to-the-register/pricing/

28) Qual é o número do CNPJ do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)?

O número do CNPJ do IBICT é 04.082.993/0001-49.

Fim do conteúdo da página